quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Dessa vez

não vou querer tudo de uma vez, porque sempre acabo ficando sem nada no final. Estou apostando minhas fichas em você e saiba que eu não sou de fazer isso. Mas estou neste momento frágil que não quer acabar. Fiquei menos cafajeste, menos racional, menos eu. E estou aproveitando pra tentar levar algo adiante. Relacionamentos que não saem da primeira página já me esgotaram, decorei o prólogo e estou pronta pro primeiro capítulo. 

3 maneiras fáceis de morrer.:

1ª - Fume um cigarro diariamente.
ㅤㅤㅤ- Você morrerá 10 anos mais cedo.

ㅤㅤㅤ2ª - Beba álcool diariamente.
ㅤㅤㅤ- Você morrerá 30 anos mais cedo.

ㅤㅤㅤ3ª - Ame alguém que não te ama de volta.
ㅤㅤㅤ- Você morrerá todos os dias.

Nunca, jamais

diga o que sente. Por mais que doa, por mais que te faça feliz. Quando sentir algo muito forte, peça um drink.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

é triste saber que um dia

vou ver você passar e não sentir cada milímetro do meu corpo arder e enjoar. É triste saber que um dia vou ouvir sua voz ou olhar seu rosto e o resto do mundo não vai desaparecer. O fim do amor é ainda mais triste do que o nosso fim.

- Porque nos apaixonamos

por uma pessoa mesmo sabendo que ela é errada?
- Essa eu sei a resposta. Porque você espera estar enganado, e sempre que ela faz uma coisa que mostra que ela não é boa, você ignora, e sempre que ela age bem e te surpreende, ela te reconquista. E aí você esquece a idéia de que ela não serve pra você.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Eu quis ele

por uma aventura, uma risada, uma distração. Depois quis o colo dele pra sempre.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Porque, pra viver de verdade, a gente tem que quebrar a cara.

Tem que tentar e não conseguir. Achar que vai dar e ver que não deu. Querer muito e não alcançar. Ter e perder. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e dizer uma coisa terrível, mas que tem que ser dita. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e ouvir uma coisa terrível, que tem que ser ouvida. A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, ai, dói demais. Mas passa. Está vendo essa dor que agora samba no seu peito de salto agulha? Você ainda vai olhá-la no fundo dos olhos e rir da cara dela. Juro que estou falando a verdade. Eu não minto. Vai passar.

Coragem, às vezes, é desapego.

É parar de se esticar, em vão, para trazer a linha de volta. É permitir que voe sem que nos leve junto. É aceitar que a esperança há muito se desprendeu do sonho. É aceitar doer inteiro até florir de novo. É abençoar o amor, aquele lá, que a gente não alcança mais.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Veja você,





pintou um garoto, com quem transei algumas vezes e de quem, naturalmente, fugi muitas vezes. De repente ele estava bonito demais... A gente estava bonito junto e foi indo, fácil e leve.

Descobri,



ou melhor, aceitei. Eu nunca vou esquecer o amor da minha vida.Nunca. Mas agora, com sua licença.Não dá mais para ocupar o mesmo espaço.