quinta-feira, 29 de setembro de 2011


Quando olho para o meu passado, encontro uma mulher bem parecida comigo - por acaso, eu mesma - porém essa mulher sabia menos, conhecia menos lugares, menos emoções.

Gostar de alguém é função do coração, mas esquecer, não. É tarefa da nossa cabecinha, que aliás é nossa em termos: tem alguma coisa lá dentro que age por conta própria, sem dar satisfação. Quem dera um esforço de conscientização resolvesse o assunto (...).

Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande, é a sua sensibilidade sem tamanho.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Eu vou para a cama todo dia com 5 livros e uma saudade imensa de você. Ao invés de estar por aí caçando qualquer mala na rua pra te esquecer ou para me esquecer. Porque eu me banco sozinha e eu me banco com um coração. E não me sinto fraca ou boba ou perdendo meu tempo por causa disso. E eu malho todo dia igual a essas suas amiguinhas de quem você tanto gosta, mas tenho algo que certamente você não encontra nelas: assunto.

domingo, 25 de setembro de 2011


“Desisti de achar que o príncipe vai achar o sapatinho (ou sapatão) que perdi nas escadarias. Não sinto mais impulsos amorosos. Posso sentir impulsos afetivos, ou eróticos — mas amorosos, sinceramente, há muito tempo. É estranho, e não me parece falso, mas ao contrário: normal. Era assim que deveria ter sido desde sempre.”

sexta-feira, 23 de setembro de 2011


Tão lúcida quando fala, mas quando escreve fica tão sentimental..

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

terça-feira, 20 de setembro de 2011


Pessoas com vidas interessantes não tem fricote. Elas trocam de cidade. Interessam-se por gente que é o oposto delas. Pedem demissão sem ter outro emprego em vista. Aceitam um convite para fazer o que nunca fizeram. Estão dispostas a mudar de cor preferida, de prato predileto. Começam do zero inúmeras vezes. Não se assustam com a passagem do tempo. Sobem no palco, tosam o cabelo, fazem loucuras por amor, compram passagens só de ida.

domingo, 18 de setembro de 2011


"Ela explicava, sorrindo: — Não, gurizinho. Quando a gente gosta mesmo duma pessoa, a gente faz essas coisas."

Mas um dia será demasiado esforço, excessiva dor, e você esquecerá como se esquece um compromisso sem muita importância.


Confesso que ando muito cansado, sabe? Mas é um cansaço diferente... um cansaço de não querer mais reclamar, de não querer pedir, de não fazer nada, de deixar as coisas acontecerem. Confesso que às vezes dão umas crises de choro que parecem não parar, um medo e ao mesmo tempo uma certeza de tudo que eu quero ser, o que quero fazer. Confesso que você estava em todos os meu planos, mas eu sinto que as coisas vão escorrendo entre meus dedos, se derramando. Estou realmente cansado
Cansado e cansado de ser mar agitado, de ser tempestade... quero ser mar calmo. Preciso de segurança de amor, de compreensão, de alguém que sente comigo e fale: “calma, eu estou com você e vou te proteger! Nós vamos ser fortes juntos, juntos, juntos.” Confesso que preciso de sorrisos, abraços, chocolates, bons filmes, paciência e coisas desse tipo. Confesso, confesso, confesso. 

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Cada contato meu com alguma pessoa representava uma perda enorme de energia vital: eu 

saía esgotado, confuso, com dor de cabeça e, principalmente, com dor por não poder fazer 

nada pelo desespero alheio. A minha própria miséria aumentava. Foi aí que a solidão 

deixou de ser involuntária para se transformar em escolha. E foi bom, está sendo bom. 

Passo o dia lendo, ouvindo música, vendo velhos filmes na televisão, de vez em quando vou 

o cinema ou saio para passear na beira do rio que passa atrás do edifício. Fico lá sentado 

numa pedra, fumando e pensando nas pessoas que perdi, senão em afeto, pelo menos em 

proximidade física.

terça-feira, 13 de setembro de 2011


Meu bem, eu sei que você chora por alguém
Que sem nem perceber se fez refém
De um amor que ainda que novo também se acabou
Mas você vai se olhar no espelho quando for chegada a hora
Vai mudar o cabelo, seu look inteiro e dizer que agora
É vida que segue, é vida que segue...
Eu sei, você pode estar pensando em mim
Mas todas as canções que eu não cantei
As palavras que eu não te falei, não vão justificar o fim
É hora de fazer tudo de novo, só o tempo pra esquecer
Perdoa se o amor que dei foi pouco, quem um dia irá dizer
Mas foi assim como foi pra mim, sei que um dia vai nascer
Vai se olhar no espelho e ai se vai dizer...
É vida que segue...



And who do you think you are?
Runnin' 'round leaving scars
Collecting a jar of hearts
And tearing love apart
You're gonna catch a cold
From the ice inside your soul
Don't come back for me
Who do you think you are
?



saber a coisa certa a fazer é só meio problema resolvido, a outra metade é ter coragem.

Existem muitas coisas que eu gostaria de te dizer,
mas eu não sei como.

É preciso saber sentir, mas também saber 
como deixar de sentir.

Não sou o que aprendi,
sou o que falta ser.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Meia Noite em Paris!




Completamente apaixonada pelo filme! Nada mais encantador.
Woody Allen foi simplesmente incrível!

quarta-feira, 7 de setembro de 2011


‎"E todo o medo,o desespero e a alegria. E a tempestade, a falsidade e a calmaria. E os teus espinhos e o frio que eu sinto. Isso vai passar também..."

Quero os melhores romances, ou prefiro ficar sozinha. Quero as melhores lembranças, ou prefiro não lembrar. Ou vivo intensamente, ou vou levando essa rotina que não incomoda, não interfere, não fere, mas também não é vida. Vou dispensando tudo o que não julgo suficiente pra me roubar a solidão. Vou excluindo do meu convívio todos que não parecem prontos pra marcar meus dias. 

domingo, 4 de setembro de 2011


"Bem mais que o tempo que nós perdemos
Ficou pra trás também o que nos juntou.
Ainda lembro que eu estava lendo só pra saber o que você achou
dos versos que eu fiz e que ainda espero resposta..."

sábado, 3 de setembro de 2011


Eu gosto tanto de você que até prefiro esconder, deixo assim ficar, subentendido.
Como uma ideia que existe na cabeça e não tem a menor pretensão de acontecer.
...
Pode ate parecer fraqueza, pois que seja fraqueza então.
Se amanhã não for nada disso, caberá só a mim esquecer.

Eu passava o dia todo esperando que talvez alguma coisa mudasse, mas ai, chegou o dia em que eu cansei de esperar.

Tenho sentido uma vontade absurda de ir embora todos os dias.
Aquela sensação estranha de que o mundo aqui não me cabe mais.
Cansei de tentar mostrar pra certas pessoas que eu não sou assim, ou assado.
Mas o pior de querer ir embora é ter certeza de que aquele alguém não vai te pedir pra ficar.

te esquecer parecia tão fácil enquanto não era necessário.

talvez não sejamos perfeitos um pro outro,
mas isso não quer dizer que não devemos tentar.

Entenda!


Quando eu realmente não me importo com algo, ignoro e ponto final. 
Mas quando faço de tudo para demonstrar que não me importo, é porque me importo,
me importo pra caralho.

tem sido alívio...


"Ás vezes sinto falta, ás vezes acho que é um alívio estar longe..."